quarta-feira, 30 de setembro de 2009

SILVIO MAZZUCA JR.

FORMAÇÃO:
Sylvinho Mazzucca nasceu em São Paulo no ano de 1959; é filho do pianista, vibrafonista, maestro e arranjador Sylvio Mazzucca, líder da big-band que levava seu nome.
Algumas de suas lembranças musicais mais antigas são os sons da casa em que nasceu, especialmente os que vinham da edícula em que seu pai trabalhava, onde escutava diversos discos de orquestras norte-americanas, como as de Count Basie, Duke Ellington e Stan Kenton.
"Aos seis anos de idade, ganhei uma bateria infantil do meu pai. Anos depois, encantei-me por um violão quebrado que havia lá em casa, que só tinha quatro cordas. Quando já tinha 18 anos, meu irmão trouxe-me dos Estados Unidos um contrabaixo elétrico e assim começou minha trajetória musical."
Sylvinho Mazzucca iniciou seus estudos no CLAM – escola mantida pelos músicos do Zimbo Trio, em São Paulo -, onde Nico Assumpção foi seu primeiro professor.
Ao longo de sua formação, o aprendizado mais útil foi "adquirir disciplina para tocar e respeitar todos os integrantes do conjunto."
De forma autodidata, Sylvinho estudava acompanhando as músicas que tocavam no rádio e nos diversos discos que ouvia. "Aprendi muito com eles."

INSTRUMENTISTA
Sylvinho Mazzucca toca contrabaixos elétrico e acústico.
Não estabelece, em seus estudos, nenhuma rotina ou método específico. "Toco um pouco de tudo, deixo rolar. Às vezes passo horas tocando jazz ou música brasileira."
Sylvinho Mazzucca assim define seu estilo: "Sou criativo. Não sou um baixista de muitas notas. Tenho suingue."
Como instrumentista, suas influências mais importantes são Luizão Maia, Sizão Machado e Anthony Jackson. "Na minha maneira de tocar samba e funk, elas aparecem."

CARREIRA
Ao longo de sua trajetória, Sylvinho Mazzucca identifica algumas fases mais importantes: o começo, em que tocava em bares de São Paulo; a seguir, como integrante de grupos instrumentais como ZonAzul, Pé-Ante-Pé e Freelarmônica; e, mais tarde, acompanhando Jane Duboc, Gal Costa, Zé Renato, Ivan Lins e Maria Rita.
O baixista observa que, ao longo dos anos, houve um especial amadurecimento em seu estilo. Destaca, entre suas gravações mais representativas, as que realizou com os grupos ZonAzul e Pé-Ante-Pé , e ao lado de Ivan Lins.

PREFERÊNCIAS:
Sylvinho Mazzucca, quando toca para si mesmo, costuma rearmonizar ao piano as músicas de que mais gosta.
Para ouvir, escolhe Renato Motha, Toninho Horta, Joyce, Dori Caymmi e Danilo Caymmi, Michael Brecker, Don Grounick e Bob Minster, entre muitos outros.
"Gostaria de ter gravado em todos os discos que gosto de ouvir."
"Morro velho" de Milton Nascimento, "Choro bandido" de Edu Lobo e Chico Buarque, e "Choro das águas", de Ivan Lins e Vitor Martins, são as composições que gostaria de ter feito.
Os arranjos que gostaria de ter escrito são os de Don Sebesky para o disco "I Remember Bill – A Tribute To Bill Evans" (RCA, CD/1998).
Convidado a tecer mais algum comentário acerca de seu gosto musical, Sylvinho Mazzucca diz: "Gosto de música brasileira em geral."

DISCOGRAFIA:
- "Pé Ante Pé" (Produção Independente, LP/1980)

- "Imagens Do Inconsciente" (Lira Paulistana, LP/1982)

- "ZonAzul" (Som da Gente, LP/1986)

- "ZonAzul - Luzanoz" (Som da Gente, LP/1989)

(Verbete editado por Ana Luiza Amaral a partir de questionário respondido pelo próprio músico.)

3 comentários:

Unknown disse...

Silvio Mazzucca Jr.
So um fã incondicional de seu pai, já estive com ele há muitos anos atras, ainda na Festa Baile.
Tenho hoje uma big-band no estilo dele e gostaria de saber se é possível obter arranjos da sua antiga Orquestra.
Nossa formação é: Piano, 5 sax, 3 pistons, 2 trombones, contra-baixo, bateria e ritmo.
Por favor, responda.

Agradeço sua atenção

Adilson

adilson.mathias@uol.com.br
orquestrasommaior@uol.com.br

brunonegromonte disse...

Olá Adilson!!
Olha, o contato do Sílvio eu não tenho mas talvez se você entrar em contato com a assessoria do cantor e compositor Carlos Careqa você consiga... um dos trabalhos mais recentes do Sílvio foi justamente a gravação de um cd com o Carlos.

O contato é este:
contato@carloscareqa.com.br

Espesro que tenhas sorte!!
Abraço!!

Anônimo disse...

Alguém tem o contato do Sylvinho Mazzuca? Email, qualquer coisa

LinkWithin