PROFÍCUAS PARCERIAS

Em comemoração aos nove anos de existência, nosso espaço apresentará colunas diárias com distintos e gabaritados colaboradores. De domingo a domingo sempre um novo tema para deleite dos leitores do nosso espaço.

INTUITY BORA BORA JANGA

Siga a sua intuição e conheça aquela que vem se tornando a marca líder de calçados no segmento surfwear nas regiões tropicais do Brasil. Fones: (81) 99886 1544 / (81) 98690 1099.

GUTO GOFFI E UM BANDO PRA LÁ DE MUSICAL

Baterista do Barão Vermelho apresenta álbum que traz inédita de Plínio Araújo, baterista e um dos fundadores da Orquestra Tabajara.

SENHORITA XODÓ

Alimentos saudáveis, de qualidade e feitos com amor! Culinária Brasileira, Gourmet, Pizza, Vegana e Vegetariana. Contato: (81) 99924-5410.

BELEZA, VOZ, VIOLÕES E TALENTO

Em seu primeiro disco, a cantora e instrumentista carioca Alice Passos apresenta uma verdadeira antologia ao violão brasileiro.

HANGOUT MUSICARIA BRASIL

Em novo canal no Youtube, Bruno Negromonte apresenta em informais conversas os mais distintos temas musicais.

sábado, 29 de junho de 2013

MACIEL MELO LANÇA BIOGRAFIA E FALA SOBRE O AMOR AO SERTÃO

Cantor comemora 20 anos de sucesso da música Caboclo Sonhador

Por Luiza Melo




A matutice de Maciel Melo é cultivada como algo sagrado e imaculável. O "neguinho enxerido" de Iguaraci, no Sertão do Pajeú, veio ao Recife em 1981. Morou em Salvador, São Paulo e no Rio de Janeiro, mas o coração sertanejo fala mais alto. "Saí do mato, mas o mato não saiu de mim. Escrevo sobre o mar e, de repente, aparece um jumento, uma lagartixa. Eu que tiro, tento tanger", brinca, em entrevista no apartamento, no Rosarinho.

No lar, móveis de madeira. Nada antigo, pois "o povo cobra os olhos da cara". Quando chegamos, ele tirava das mãos os restos da cola utilizada para fixar pedrarias à jaqueta jeans, parte do figurino. "Artista tem que andar fantasiado, engraxado, engomado", argumenta. 
Escrevinhador de palavras, como ele se define, começou a rascunhar uma biografia romanceada em viagem à Bahia, há três anos. Parceiro de Geraldo Azevedo, Jessier Quirino, Alcymar Monteiro e Petrúcio Amorim, confessa gostar mais de fazer letras que melodias. 

A história do Neguinho de Heleno, alter-ego do forrozeiro, seria o encarte do DVD comemorativo dos 30 anos, gravado em 2012, no Teatro Boa Vista, com lançamento previsto para o próximo semestre. Tinha tudo para ser, menos tamanho. Com 200 páginas, A poeira e a estrada (Carpe Diem, R$ 50) conta as histórias que o matuto viu e vivenciou.

Maciel escreve sobre a infância e juventude no Sertão, de onde saiu embalado pelo sonho de ser artista, até a conquista de um posto respeitável entre os forrozeiros nordestinos, ressaltado pelo título de homenageado do São João do Recife 2013, ao lado do coreógrafo e pesquisador Mika Silva. Explica por que desistiu de ser um mega star. "O cabra não pode ir na bodega, sair na rua”, diz o fã de mercados. “E todo mundo me respeita, o flanelinha me reconhece. Está ótimo. Gosto mais de foto, porque autógrafo o cabra rasga". Ele já tietou Elomar (Figueira de Melo) e Gilberto Gil, mas prefere não chegar perto, para não se decepcionar, de Milton Nascimento, Djavan, Chico Buarque (“o maior de todos”, que escuta todos os dias, desde os 17 anos)."Se eu tiver oportunidade de encontrar no elevador, puxar assunto, vou futucar. Mas, até lá, não".




Caboclo sonhador, claro, tem destaque na narrativa. A canção, sucesso na voz de Flávio José, em 1992, e estourada com Fagner e Amelinha, em 1993, foi a reviravolta na carreira de Maciel. "Foi com ela que comprei telefone, carro", recorda. Em 2012, o neguinho foi escolhido para representar Luiz Gonzaga em tributo no Lincoln Center, em Nova York. E, 30 anos após a autoria de Caboclo sonhador, decidiu dividir em prosa e versos suas andanças.


O forró está bem?
Mais ou menos, não vou mentir não, mas dá para viver. As rádios não tocam. Está todo mundo lançando disco, mas ninguém escuta. Ainda está difícil. As prefeituras contratam uma porrada de bandas e querem pagar para você uma mixaria. Sem preconceitos, pelo amor de Deus, mas é aquela coisa da dança, do oba-oba. Não vejo muito conteúdo.


O que a internação de Dominguinhos representa para o forró pernambucano?
Tudo que você imaginar. Dominguinhos é escola de todo sanfoneiro. Uma vez, perguntaram a Sivuca: “Quem é o maior sanfoneiro do Brasil?”. “Eu”. Aí o jornalista perguntou “E Dominguinhos?”. “Você perguntou do Brasil. Sou eu. Agora, do mundo, é Dominguinhos”.


Como você conheceu Dominguinhos?
Em Salvador, quando estava gravando meu primeiro disco de cantoria (Desafio das léguas, 1987), com participação de Xangai, Vital Farias, Décio Marques. Tinha um show dele e fui no camarim, morrendo de medo. Vi aquela pessoa simples, falando com todo mundo. Aí ele falou com um cabrinha todo mal-amanhado, pensei “vai falar comigo também”. Disse que sou de Pernambuco, estava gravando um disco e queria convidá-lo. Aí ele disse “estou hospedado no hotel tal, passe lá”. No outro dia, fui. E ele já estava na recepção do hotel, com a sanfona no braço. Aquilo me deu uma vontade de ser artista tão grande. Fiz um show com ele há pouco tempo, no Manhattan, antes da internação. Está filmado.

sexta-feira, 28 de junho de 2013

ARTISTAS COMO MILTON NASCIMENTO REFLETEM O CLAMOR DAS RUAS EM SEUS TRABALHOS

Por André Miranda


RIO — No último sábado, num show no Rio, o cantor Milton Nascimento voltou ao palco para o bis com uma camiseta cuja estampa fazia referência a um dos assuntos mais comentados das últimas semanas: “R$ 0,20”. A música escolhida para o momento, “Coração de estudante”, também não poderia ser mais apropriada. Milton, assim como já vem ocorrendo com muitos artistas Brasil afora, queria falar de uma coisa que “deve estar dentro do peito ou caminha pelo ar”. Queria, a seu modo, protestar.

Desde que eclodiram das redes sociais as manifestações contra o aumento da tarifa de R$ 0,20 nas passagens de ônibus, há duas semanas, vozes importantes das artes brasileiras começaram a se mexer para dar sua contribuição, não apenas em entrevistas e palavras de apoio, mas também incorporando o clamor das ruas em seus trabalhos. Da mesma maneira que a agenda dos protestos se alargou — hoje leem-se cartazes em favor da saúde e da educação, contra a PEC 37, pela reforma política e por qualquer ideia surgida na cabeça dos jovens —, o repertório de atividades artísticas ligadas ao tema já inclui shows, livros, música, filme e até novidades na programação da Festa Literária Internacional de Paraty (Flip).

— Espero que toda essa movimentação não fique apenas em palavras. Acredito que agora temos que nos concentrar nos pontos mais fortes de nossas carências e exigir uma mudança radical no sistema. E a forma que vou usar para continuar participando de tudo isso vai ser a mesma coisa que faço há mais de 50 anos: os palcos — explica Milton, que, depois de iniciados os protestos, incluiu em sua turnê a canção “Credo”, a primeira do show de sábado, que fala sobre o povo em marcha nas ruas.

Também por conta das manifestações, o diretor Marcus Vinícius Faustini reuniu uma equipe de filmagem e alguns atores e foi para as ruas do Rio para narrar uma história em sua expressão política mais íntima: o amor. Ele está preparando um filme sobre um triângulo amoroso, dois rapazes e uma moça que se conhecem durante as passeatas. A ideia é que o projeto alterne as cenas de ficção com depoimentos reais coletados entre os manifestantes. Seu título provisório é “Sobre amor e política”.

— Cheguei de viagem na sexta-feira, e na segunda já estava na rua filmando — conta Faustini. — Eu quis abrir outra narrativa. Em geral, a gente só categoriza os manifestantes, mas o amor embaralha tudo isso. E não estou falando sobre o amor como um encantamento ingênuo. Eu falo de tensão, de brigas, de discordância. Vamos continuar filmando para fazer uma crônica dessas mudanças e disputas que estão acontecendo no Rio.


Antologia do vinagre

Em São Paulo, o poeta Fabiano Calixto foi outro que correu para aproveitar o momento e organizar uma coletânea de poemas, chamada “Vinagre, uma antologia de poetas neobarrocos” e distribuída gratuitamente pela internet. O trabalho foi feito a partir de uma convocação no Facebook, para quem quisesse participar, e em tempo recorde já ganhou uma segunda edição, com 170 páginas. “Esta antologia é dedicada a todas as pessoas que participam de alguma maneira desse movimento de mudança. Até a vitória!”, diz um pequeno texto introdutório do livro.

— Acredito que a poesia seja uma arte de pessoas inconformadas, elétricas, anárquicas, loucas, e, por isso, tem essa característica de urgência — explica Calixto. — Mas toda arte é engajada, por mais que possa não parecer. E, em momentos delicados e turbulentos como este, todos os cidadãos têm que se posicionar. É um momento histórico e um dos papéis da arte é justamente refletir seu momento histórico.

Os protestos também vão provocar mudanças na Flip, que começa já na próxima quarta-feira. Às pressas, a curadoria da Festa está ampliando sua programação com eventos específicos para tratar das manifestações pelo país. O anúncio deve ser feito na sexta-feira, mas já está confirmada uma nova mesa com o historiador britânico T.J. Clark, sobre esquerda e utopia; e participações do psicanalista Tales Ab’Saber e do filósofo Marcos Nobre.

Nobre, aliás, vai lançar um e-book sobre o tema por um selo novo criado pela Companhia das Letras, o Breve Companhia. A editora paulista já vinha planejando lançar o selo ainda neste ano, mas adiantou o cronograma para contemplar as manifestações. Encomendou, então, um livro para Nobre e outro para o jornalista Piero Locatelli, ambos acerca do tema.

— O momento nos forçou a correr — afirma Otávio Marques da Costa, publisher da Companhia das Letras. — Devemos lançar um nesta semana e outro na semana que vem. E já estamos em negociação para mais um.

O músico Edu Krieger foi outro que se mexeu para lidar com os protestos em sua obra, compondo na última semana a canção “Gol da vitória”. Sua letra diz assim: “Pelas ruas vieram multidões/ Entre gritos de guerra e palavrões/ De quem sabe o que faz e o que diz/ Foi o gol da vitória de um país/ Com duzentos milhões de campeões”.

— Essas manifestações são muito inspiradoras em vários aspectos, não só politicamente, mas também artisticamente. Eu quis de alguma maneira transformar a imagem das ruas em arte. Meu trabalho de compositor consiste em observar o que acontece ao redor e traduzir isso poeticamente — revela Krieger.

Da mesma maneira que ainda é difícil prever qual será o futuro dos protestos, também é difícil listar todas as manifestações artísticas que podem surgir por inspiração deles. As ruas ficaram repletas de fotógrafos e videomakers, grafiteiros e artistas plásticos, atores e músicos. Muitos com o intuito de afirmar o caráter político da arte.

Por exemplo, a segunda temporada do projeto Palavras Cruzadas, que começa em 12 de julho, no Oi Futuro Ipanema, já deve trazer um espetáculo inspirado pelas manifestações. O evento reúne artistas de diferentes áreas para criações coletivas e terá uma primeira trinca formada pela cantora Karina Buhr, pela atriz Alessandra Colasanti e pelo músico Jarbas Jácome.

— Na semana que vem, vamos nos encontrar para definir como será a apresentação. Mas já conversei com os três e eles têm o mesmo interesse em lidar com os protestos — conta Márcio Debellian, diretor do Palavras Cruzadas. — Este momento é muito impactante, e todo mundo quer expressar isso de alguma forma. Não dá para ficar alheio. Uma coisa na qual já pensamos foi fazer uma instalação sonora chamada “Passe Livre”.


Coincidência na TV

As manifestações terão até mesmo uma versão televisiva na novela “Saramandaia”, que estreou na última segunda-feira e está sendo exibida pela TV Globo no horário das 23h. Com adaptação de Ricardo Linhares a partir da obra de Dias Gomes, a novela terá protestos, movimentos reformistas e um clima de “Occupy” que vai opor os “tradicionalistas” e os “mudancistas”, grupos rivais na trama. Mas, curiosamente, a ideia veio antes das ocupações no país.

— Eu entreguei os primeiros 33 capítulos, de um total de 57, há mais de um mês. A inspiração, é claro, foram os protestos que estavam ocorrendo pelo mundo e que, agora, chegaram ao Brasil — diz Linhares. — Mas, quando começaram a acontecer aqui, eu fiquei muito contente. A ficção não deve ser político-partidária, mas a maioria das pessoas que fazem ficção tem o interesse de incorporar o que está acontecendo no mundo.

domingo, 23 de junho de 2013

EM SENSÍVEL AMÁLGAMA SONORO, MAREIKE VALENTIN MOSTRA AO QUE VEIO

Nascida na Alemanha porém profundamente imbuída de brasilidade, a cantora radicada em Blumenau apresenta-nos seu primeiro projeto fonográfico sob a batuta do maestro Leandro Braga

Por Bruno Negromonte



Imbuída de talento e propensa a uma acepção por aquilo que é simples, sensível e marcante, Mareike (lê-se Maraike e que tem por definição ser uma variação de Maria, em holandês) Valentin apesar de ter nascido na Alemanha não deixou que os mais de 10 mil quilômetros que separam nosso país até sua terra de origem intervissem em suas escolhas e referências musicais (isso tudo por conta daquilo que ouvia em casa através dos pais). Foi por intermédio deles que a cantora conheceu os grandes nomes da música brasileira e, de certo modo, concebeu um fascínio por nossa cultura ao ponto de não deixar traços em sua sonoridade de que algum dia passou pelo velho mundo, pois em seu trabalho não há nada de perceptível que remeta a quem o ouve ao continente europeu. É possível afirmar isso porque sua sonoridade é genuinamente brasileira através das diversas peculiaridades que o constitui. O álbum é um debute que, de certo modo, demostra ser uma espécie de acerto de contas com o tempo em que passou longe do Brasil ao longo da infância, um período que apesar da tenra idade da artista foi essencial para delinear nos dias atuais essa espécie de afronto aos seus mais recônditos anseios.

Assim sendo, esse disco não deixa de traduzir também em versos e melodias aquilo que foi acumulando-se ao longo deste, digamos, cerne de sua formação musical quando ainda residia em Rheinfelden, a pequena cidade alemã com pouco mais de 30 mil habitantes, onde a Mareike nasceu e conviveu com a cultura local até a sua vinda para o Brasil, onde cresceu e desenvolveu sua aptidão e predileção pela boa música brasileira. É válido lembrar que ainda na Alemanha a música brasileira já fazia parte de sua rotina, principalmente quando a mãe (nascida em Minas Gerais) resolvia matar as saudades do torrão natal e ouvia diversos artistas, tais quais João Bosco, Chico BuarqueDjavan e tantos outros; sem esquecer é claro de uma de suas principais referências, o cantor e compositor Milton Nascimento e toda a turma do Clube da Esquina que ajudaram de forma bastante intensa a sedimentar  e constituir este mosaico sonoro coerentemente tão bem delineado.



Já no Brasil a teve sua iniciação musical ainda criança quando estudou piano e flauta doce em Pomerode (SC). Foi durante o período em que residia em Pomerode que chegou a participar do Grupo Txai, onde atuou como cantora, flautista e pianista, chegando inclusive a excursionar por quase um mês na Áustria assim como também em sua terra natal, a Alemanha divulgando a música popular brasileira. Sem esquecer de sua participação, no período da adolescência, de diversos coros em Santa Catarina.


Na fase adulta enveredou por caminhos que divergiam daquilo que de fato desejava e chegou a atuar como bancária. Porém seu paixão pela música a fez escolher pela vida artística em tempo integral, quando em 2007 largou a profissão para dedicar-se ao ofício de cantora. Vem deste período a busca por uma excelência naquilo que Mareike decidiu-se a fazer como workshops, oficinas e cursos de curta duração em diversas áreas da música. Fora isso a artista cursou Licenciatura em Música na FURB e dedicou-se ao estudo do Canto Popular, seguimento no qual hoje leciona na Escola de Música do Teatro Carlos Gomes (além de trabalhar também com preparação vocal). O resultado de todo esse "Know-how" agora pode comprovado através desse álbum homônimo ao seu nome, um projeto de estreia que nasceu sob a forte influência de uma formação musical genuinamente brasileira, principalmente se levarmos em consideração o imprescindível gosto musical de sua mãe, que longe do Brasil matava a saudade do país através dos mais relevantes nomes da MPB.

"Pude gravar lindas canções (todas refletem a música que carrego aqui dentro)". As palavras da artista atestam aquilo que as dez faixas por si só deixam transparecer: canções tecidas com fios de sensibilidade e sutileza, retratando um universo bastante particular da artista em versos e melodias marcantes e que são reafirmadas pelos refinados arranjos do maestro Leandro Braga e as concisas participações de dois grandes artistas: Marco Sacramento e Zé Renato, reiterando a precisa e coerente harmonia, marca tão característica deste trabalho composto por características tão peculiares.

O disco começa com a esfuziante "Menina amanhã de manhã" (Tom Zé e Perna) gravada originalmente pelo autor no álbum "Se o caso é chorar" nos idos anos de 1972. Quarenta anos depois a interpretação da cantora conseguiu manter uma leveza pueril. Transformada em um ijexá a canção retrata, segundo a própria artista, o  seu jeito de ser e de levar a vida. Do pernambucano Pochyua Andrade a cantora interpreta três canções: "Estrada Real" (composta em Minas Gerais (pelo trecho da antiga estrada real que liga Ouro Branco a Ouro Preto) a partir de uma viagem de carro do Recife à Santa Catarina; Em parceria com com Gregory Haertel (marido da cantora) Andrade assina "Duas procissões" e "O teu Começo". A primeira traz como cerne a cumplicidade existente em um casal apaixonado e conta com a participação do cantor e compositor Marcos Sacramento; já a segunda tem como tema o mar e suas peculiaridades, expressando em versos e melodias a forte identificação que a artista confessa ter com o mar. Tendo o mar como tema e seguindo a mesma linha também há "Bóia, bóia" (Suely Mesquita e Lucina). Gregory ainda assina "Só Luiza" (com Leandro e Mareike) e "Valsa incerta" (Com Braga). A faixa "Só Luiza" nasceu de um desejo do maestro e produtor em ver a cantora compor algo para fazer parte do disco. Já  "Valsa incerta" nasceu do desafio de fazer uma letra em menos de 24 horas para a densa melodia apresentada pelo maestro Leandro Braga. Uma belíssima letra impregnada de poesia foi escrita e entregue, fazendo desta faixa uma das mais belas da exitosa parceria.




O disco ainda traz o contagiante samba "De amor, de amar(Telma Tavares), a  toada "Imbora", uma parceria dos cantores e compositores Zé Renato e Pedro Luís que retrata a vida de um poeta que faz da rima a sua companheira. Esta canção que conta com a participação do próprio Zé Renato também encontra-se presente no álbum "Tempo de Menino", primeiro trabalho solo do carioca Pedro Luís e "Passas por mim", canção de autoria de Simone Guimarães a partir do poema de Guilherme de Almeida. A belíssima interpretação torna-se sem dúvida um dos pontos altos do disco.

Patrocinado pela Fujiro Ecotextil, este projeto foi gravado no Rio de Janeiro ao longo de dez meses e a ficha técnica conta com nomes como João Gaspar (violões e guitarras), Jamil Joanes (baixo), Zé Nogueira (sax soprano), Felipe Rosseno (percussão), Thiago da Serrinha (percussão e coros), Zé da Velha (trombone), Paulo Sérgio Santos (clarone e clarinete), Silvério Pontes (flugel horn e trompetes), Leandro Vasques e Mayla Valentin (palmas). Além de nomes citados anteriormente como Gregory Haertel (palmas) e Leandro Braga (pianos, produção e arranjos).


Maiores Informações:
Site Oficial - http://www.mareikevalentin.com.br/
Facebook - https://www.facebook.com/mareikevalentin
Myspace - http://www.myspace.com/mareikevalentin
Twitter - https://twitter.com/mareikev
Youtube - http://www.youtube.com/user/mareikevalentin
Shows - contato@mareikevalentin.com.br
Allmusic - http://www.allmusic.com/album/mareike-valentin-mw0002460525
Rdio - http://www.rdio.com/#artist/Mareike_Valentin/album/Mareike_Valentin/

Vendas online:
iTunes -
https://itunes.apple.com/br/album/mareike-valentin/id570573143
Submarino - http://www.submarino.com.br/produto/112445098/cd-mareike-valentin
Cduniverse - http://www.cduniverse.com/productinfo.asp?pid=8850741
Livraria Cultura - http://www.livrariacultura.com.br/scripts/resenha/resenha.asp?nitem=30366159&sid=62497516914118248997278718
Amazon - http://www.amazon.com/Mareike-Valentin/dp/B009SLKC9Q
Lojas Americanas - http://www.americanas.com.br/produto/112445098/cd-mareike-valentin
Shoptime - http://www.shoptime.com.br/produto/112445098/cd-mareike-valentin?epar=1767&opn=BUSCADORES&WT.mc_id=jacotei&WT.srch=1

sábado, 22 de junho de 2013

60 ANOS DE ALCYMAR MONTEIRO

Em 2013 completa 60 anos aquele que é considerado como um dos grandes intérpretes da música nordestina, conhecido como o Rei do Forró.



Radicado no estado de Pernambuco desde 1985, o cantor e compositor Antônio Monteiro dos Santos, ganhou projeção nacional com o "heterônimo" de Alcymar Monteiro. O artista que começou a cantar aos cinco anos de idade chegou a apresentar-se em diversos programas de calouros antes de sair do anonimato. Aos 11 anos de idade jáera vocalista em uma banda em sua terra natal. Alguns anos depois. mais especificamente em 1973, aos 20 anos de idade, foi escolhido como o melhor intérprete cearense pela Rádio Revista de Fortaleza.


Com mais de 27 anos de carreira, é também arranjador e produtor. Já gravou 28 discos no Brasil e quatro no exterior. Participou ainda de discos coletivos. Entre os diversos shows que já realizou, destacam-se o do "Encontro Nacional de Forró", em Salvador e o show "50 anos de Luiz Gonzaga". Entre suas composições, destacam-se "Cavaleiro alado", "Meu forró é meu canto" e "Cidadão nordestino".

Já fez gravações com Dominguinhos, Sivuca, Amelinha, Teca Calazans, Tânia Alves, Marinês, Alceu Valença e Zé Ranalho. Já teve músicas gravadas por Fagner, Alceu Valença, Dominguinhos, Sivuca, Jair Rodrigues, Maria Alcina, Zé Ramalho e Elba Ramalho, entre outros.


Em 1987, musicou e gravou o poema "Sofreu", de Patativa do Assaré no LP "Rosa dos Ventos". Na década de 1990, dedicou-se à vaquejada e gravou três CDs exclusivamente com aboio e músicas compostas sobre temas dessa manifestação popular do Nordeste. Em 1997, lançou com sucesso pela WEA o CD "Nordestinidade". Em 2001, participou do Festival de Montreaux, na Suiça. Em 2002, participou da festa junina da cidade de Senhor do Bonfim, a Capital baiana do forró. Em 2004, apresentou-se no Forró Caju, festa de forró realizada na cidade de Aracaju, Alagoas, entre outros shows. Em 2005, lançou o CD "Frevação Vol.1", pelo selo Ingazeira, voltado para o carnaval com um repertório no qual se destacam a marcha-rancho "Turbilhão", de Victor Simon e David Raw; "Linda flor da madrugada", de Capiba; "Último regresso", de Getúlio Cavalcante e "Carnaval de rua", de sua autoria e João Paulo Jr. No mesmo ano, também lançou "Meu forró é meu canto", também pelo Ingazeira. Em 2009, teve participação especial no programa dedicado à música e cultura nordestina, "Cantos e Contos", da TV Tambaú, afiliada do SBT.


Discografia Oficial

Nossas Vidas, Nossa Flores (MPB) (1980)


Faixas:
01 - Nossas Vidas, Nossas Flores (Alcymar Monteiro – Luiz Delio)
02
 - Meus Amores (Alcymar Monteiro – Luciano Lins)
03
 - Patativa (Vicente Celestino)
04
 - Jogo da Vida (Alcymar Monteiro – Tony Dim – Zé Orlando)
05
 - Simplesmente Só (Alcymar Monteiro – Sebastião F. Silva)
06
 - Adeus Praia de Iracema (Luiz Assunção)
07
 - Meus Direitos (Alcymar Monteiro – Zé Orlando)
08
 - Meu Sentimento (Alcymar Monteiro – Luciano Lins)
09
 - No Dia Que Lhe Conheci (Alcymar Monteiro – Carlos Santorelli)
10
 - Fato Consumado (Carlos Santorelli – Alcymar Monteiro)
11
 - Trem da Alegria (Alcymar Monteiro – Luciano Lins)
12
 - O Santo do Povo (Alcymar Monteiro – Pedro Duarte)


Música Popular Nordestina (1985)

Faixas:
01 – Pancada de amor não dói (Alcymar Monteiro)
02 – Música Popular Nordestina (Alcymar Monteiro)
03 – São João nordestino (Alcymar Monteiro)
04 – Pauleira do forró (Alcymar Monteiro)
05 – Pote cheio (Alcymar Monteiro – João Paulo Jr.)
06 – Mãe da lua (Alcymar Monteiro – Chico Cariri)
07 – Forrorêta (Alcymar Monteiro – João Paulo Jr.)
08 – Alforria (Zé Ramalho)
09 – Menestrel (Alcymar Monteiro)
10 – Meu recado (com Dôra) (Alcymar Monteiro)
11 – Petrolina ’100 anos de amor’ (Alcymar Monteiro)
12 – Olho d’Água (Alcymar Monteiro – Eddy Franco)



Forroteria (1986)

Faixas:
01 - Verdes canaviais (Alcymar Monteiro – João Fabio Jr.)
02 - Cantiga de vem vem (José Marcolino – Panta) / Roendo unha (Luiz Ramalho – Luiz Gonzaga)

03 - Terra que ninguém anda (Alcymar Monteiro – João Fabio Jr.)
04 - Acorda povo (Alcymar Monteiro – João Fabio Jr.)
05 - Mistura perfeita (Alcymar Monteiro – João Fabio Jr.)
06 - Todo dia (Alcymar Monteiro – João Fabio Jr.)
07 - Phonobregando (Alcymar Monteiro – João Fabio Jr.)
08 - Forróteria (Alcymar Monteiro – João Fabio Jr.)
09 - Diz, paixão (Alcymar Monteiro – Zenilton)
10 - Pra valer (Alcymar Monteiro – João Fabio Jr.)
11 - Salgado e doce (Alcymar Monteiro – Carlos André)
12 - Corrente de flores (Alcymar Monteiro – Eddy Franco)


Rosa dos Ventos (1987)

Faixas:
01 - Rosa dos Ventos (Alcymar Monteiro – João Paulo Júnior)
02 - Cavaleiro do Céu (Alcymar Monteiro – João Paulo Júnior)
03 - Cor de Canela (Alcymar Monteiro – João Paulo Júnior)
04 - Pot Pourri ”Recordação”:
Luar do Sertão (Catulo da Paixão Cearense)
Maringá (Joubert de Carvalho)
Felicidade (Lupicínio Rodrigues)
05 - Eu Acho É Bom (Alcymar Monteiro – João Paulo Júnior)
06 - Quarentena (Alcymar Monteiro – João Paulo Júnior)
07 - Você Quer Namorar Comigo (Alcymar Monteiro – João Paulo Júnior)
08 - Um Beijo Pra Você (Alcymar Monteiro – João Paulo Júnior)
09 - Marcado Pra Morrer de Amor (Alcymar Monteiro – João Paulo Júnior)
10 - Sofreu (Corrupião) Poema de Patativa do Assaré (Melodia de Alcymar Monteiro – João Paulo Jr.)
11 - Coração Bate Sem Jeito (Alcymar Monteiro – Jorge Monteiro – João Paulo Júnior)
12 - Ingazeira (Alcymar Monteiro – João Paulo Júnior)




Portas e Janelas (1987)


Faixas:
01 - Nem olhou pra mim
02 - Portas e Janelas
03 - Quem me quer
04 - Forró do bilinguim
05 - Alegria do povo
06 - Siá mariquinha
07 - Só vou se você for
08 - Melhor que o ano passado
09 - Desencanto
10 - Pout-Pourri
11 - Arrastando asa
12 - Nós dois


Pirilampos (1989)

Faixas:
01 - Convivência (Alcymar Monteiro - João Paulo Júnior)
02 - Você mexe comigo (Alcymar Monteiro - Petrúcio Amorim)
03 - Vem que tem (Alcymar Monteiro - João Paulo Júnior)
04 - Eternamente São João (Alcymar Monteiro - João Paulo Júnior)
05 - Encanto (Alcymar Monteiro - João Paulo Júnior)
06 - Algo mais (Alcymar Monteiro - João Paulo Júnior)
07 - Mania gostosa de gostar (Alcymar Monteiro - Petrúcio Amorim)
08 - Sorrindo a toa (Alcymar Monteiro - Petrúcio Amorim)
09 - Pirilampos (Homenagem a Lampião) (Alcymar Monteiro - João Paulo Júnior)
10 - It’s a long way (Caetano Veloso)
Prece ao vento (Gilvan Chaves - Alcyr Pires Vermelho - Fernando Luis Câmara)
11 - Bom dia (Alcymar Monteiro - João Paulo Júnior)
12 - O de casa o de fora (Alcymar Monteiro - João Paulo Júnior)



Forró Brasileiro (1990)



Faixas:
01 - Forró brasileiro (Alcymar Monteiro - João Paulo Júnior)
02 - Sina (Alcymar Monteiro - João Paulo Júnior)
03 - Cara-metade (Alcymar Monteiro- João Paulo Júnior)
04 - Dito por não dito (Alcymar Monteiro - Cícero Monteiro)
05 - Papai e mamãe – Artur e Maria (Alcymar Monteiro - João Paulo Júnior)
06 - Tributo ao rei (Alcymar Monteiro - João Bandeira)
07 - Eu gosto mermo é de ocê (Alcymar Monteiro - João Paulo Júnior)
08 - Encontro marcado (Alcymar Monteiro - João Paulo Júnior)
09 - O xente my love – Forró do Povo (Alcymar Monteiro - Francisco Cariri)
10 - Carupina – Caruarú-campina Grande (Alcymar Monteiro - João Paulo Júnior)
11 - Sabor de limão (Alcymar Monteiro - Petrúcio Amorim)
12 - Saideira (Alcymar Monteiro - João Paulo Júnior)



O Rei do Forró (1991)

Faixas:
01 - Vida a dois (Alcymar Monteiro – João Paulo Jr.)
02 - Sem medo de ser feliz (Alcymar Monteiro – Cicero Monteiro)
03 - Antigas emoções (Alcymar Monteiro – João Paulo Jr.)
04 - Buli com tu (Cecéu)
05 - Você na minha vida (Alcymar Monteiro – João Paulo Jr.)
06 - Indústria da seca (Alcymar Monteiro – João Paulo Jr.)
07 - Nem liga pra mim (Alcymar Monteiro – Francisco Cariri)
08 - Forró lotado (Alcymar Monteiro – João Paulo Jr.)
09 - Cavaleiro alado (Alcymar Monteiro – João Paulo Jr.)
10 - Onde anda você (Alcymar Monteiro – João Paulo Jr.)
11 - Arraiá da capitá (Alcymar Monteiro – João Paulo Jr.)
12 - Rio salgado (Alcymar Monteiro – João Paulo Jr.)



Cantigas e Cantorias (1992)



Faixas:
01 - Momentos de felicidade (Alcymar Monteiro - João Paulo Júnior)
Música incidental “Oh Carol” (H. Greenfield  - Neil Sedaka)
02 - Pintando o sete (Alcymar Monteiro - João Paulo Júnior)
03 - Penera gavião (Alcymar Monteiro - João Paulo Júnior)
04 - Sessão das 10 (Raulzito)
05 - Amazônia tropical (Alcymar Monteiro - Francisco Carin)
Música incidental “Aquarela brasileira” (Ari Barroso)
06 - A vida continua (Alcymar Monteiro - João Paulo Júnior)
Música incidental “Au revoir” (Bécaud - Vidalin)
07 - Bota fogo no forró (Alcymar Monteiro - João Paulo Júnior)
08 - Esse menino (Leda Rivas - Alcymar Monteiro -/ João Paulo Júnior)
09 - Feitiço de mulher (Petrúcio Amorim - Bráulio de Castro)
10 - Fim de semana (Alcymar Monteiro - Petrúcio Amorim)
11 - A banda (Chico Buarque)
12 - Separação (Alcymar Monteiro - Petrúcio Amorim)


Forró Nosso de Cada Dia (1993)

Faixas:
01 - Forró das multidões (Alcymar Monteiro - João Paulo Júnior)
02 - Forró classe A (Alcymar Monteiro - Francisco Carin)
03 - Forrologia (Alcymar Monteiro - João Paulo Júnior)
Música incidental “Olha Pro Céu” (José Fernandes - Luis Gonzaga)
04-  O mel e o fel (Dominguinhos - Nando Cordel)
05 - Jeito maroto (Alcymar Monteiro - João Paulo Júnior)
06 - Colo e cafuné (Alcymar Monteiro - João Paulo Júnior)
07 - Forró nosso de cada dia (Alcymar Monteiro - João Paulo Júnior)
08 - Dia dos namorados (Alcymar Monteiro - João Paulo Júnior)
09 - De roupa nova (João Paulo Júnior - Cícero Monteiro)
10 - Festa de vaquejada (Alcymar Monteiro - João Paulo Júnior)
11 - Maria mãe e mulher (Maciel Melo)
12 - It’s a Long Way (Caetano Veloso)
Prece ao Vento (Gilvan Chaves - Alcyr Pires Vermelho - Fernando Luis)



Nordestinidade (1994)


Faixas:
01 - My life no forró (Alcymar Monteiro - João Paulo Júnior)
02 - Caminhada (Alcymar Monteiro - João Paulo Júnior)
03 - Bumba meu boi bumbá (Alcymar Monteiro - João Paulo Júnior)
04 - Cidade nua (Fagner - Fausto Nilo)
05 - Moça menina moça (Rui Grudi)
06 - Sem preconceito (Alcymar Monteiro - João Paulo Júnior)
07 - Nueva ilusion (Nova ilusão) (Alcymar Monteiro - João Paulo Júnior)
08 - Nordestinidade (Alcymar Monteiro - João Paulo Júnior)
09 - Magia de querer (Alcymar Monteiro - João Paulo Júnior)
10 - Ninguém engana ninguém (Alcymar Monteiro - João Paulo Júnior)
11 - Um recado uma sanfona uma rabeca (Alcymar Monteiro - Maciel Melo)
12 - Desnamorados (Alcymar Monteiro - João Paulo Júnior)



Vaquejadas Brasileiras - 1º Circuito (1995)


Faixas:
01 - Vaquejada
02 - Festa de boi
03 - Festa de Vaquejada
04 - Cadê minha floresta
05 - Se buliram com você
06 - Olha d'água
07 - No calor da vaquejada
08 - Coração Sergipano
09 - Morena Linda
10 - Fé em Deus e pé na estrada
11 - Vaquejada do Brasil



Cultura Popular (1996)

Faixas:
01 - Carência de carícia
02 - Quem brinca com fogo pode se queimar
03 - Roqueforró
04 - Cometa mambembe
05 - Porta aberta
06 - Tabaréu
07 - Quem casa quer casa
08 - Tudo demais é veneno
09 - Meu regaço
10 - Homem passarinho
11 - Amante, amado, amigo
12 - Mergulho
13 - Pedaços e tropeços
14 - Bijouteria
15 - Dona Maria


Vaquejadas Brasileiras - 2º Circuito (1996)

Faixas:
01 - Vida de gado
02 - O fazendeiro
03 - Debaixo dos lençóis
04 - Ô de casa, ô de fora
05 - Vaqueiro Nordestino
06 - Asa Branca
07 - Morena do sertão
08 - Uma grande reforma (os sem terra)
09 - O sertão que a gente mora
10 - A filha do fazendeiro
11 - Carmelita
12 - Como é grande a natureza
13 - Tristeza de um vaqueiro
14 - Almaceió
15 - Terra do sol



Nordestino (1997)

Faixas:
01 - Represa do querer
02 - Toalha e sabonete
03 - Chorando por alguém
04 - A dona do forró
05 - Amor a primeira vista
06 - Cravo e canela
07 - Maria fumaça
08 - Engenho Velho
09 - Coração velho de guerra
10 - Jogando limpo
11 - Amando a tôa
12 - Melhor só do que mal acompanhado
13 - Tinindo e Zunindo
14 - Forrobodó Baiano
15 - Nó em pingo d'água
16 - Eletricidade



Vaquejadas Brasileiras - 3º Circuito (1997)

Faixas:
01 - Poeira voando
02 - Corrida de mourão
03 - Três dias de vaquejada
04 - Falta um boi vaqueiro
05 - Cade o boi
06 - Engenho de ferro
07 - Arrocha o nó
08 - Nordestino sim, nordestinado não
09 - Quero voltar pra mim
10 - Ecológica
11 - Graça alcançada
12 - O rei das vaquejadas
13 - Manhã sertaneja
14 - Reizado a São José



Forró e Vaquejada, vol. 1 (1998)

Faixas:
01 - Vaquejada
02 - Roqueforró
03 - Vida de gado
04 - Coração velho de guerra
05 - Festa de vaquejada
06 - Pauleira no forró
07 - O fazendeiro
08 - Festa de boi
09 - Música Popular Nordestina
10 - Vaqueiro Nordestino
11 - Amante, amando, amigo
12 - Morena linda
13 - Porta aberta



Eterno Moleque (1998)


Faixas:
01 - Ruínas
02 - Forró de Olinda
03 - Ponta de faca
04 - Minha viola
05 - A primeira vez
06 - Pernambucália
07 - A morena baiana
08 - Mensagem, a letra i
09 - Eterno moleque
10 - Forró de dois
11 - Lago de aflição
12 - Gonzaguiando
13 - Água e vinho
14 - Pai nosso



Ao Vivo, vol. 1 (1998)


Faixas:
01 - Nem olhou pra mim
02 - Forró Brasileiro
03 - Forró das Multidões
04 - Quem me quer
05 - Antigas emoções
06 - Você quer namorar comigo
07 - Dia dos namorados
08 - Nova ilusão
09 - Separação
10 - Você na minha vida
11 - Caminhada
12 - Jeito maroto
13 - Moça, menina moça
14 - Um recado, uma rabeca, uma sanfona
15 - Forroteria
16 - Arraia da capita
17 - Rosa dos ventos
18 - Bumba meu boi bumbá
19 - Pirilampos
20 - Forrologia


Festa Brasileira (1999)

Faixas:
01 - Miragem
02 - Se ainda existe amor
03 - Festa brasileira
04 - Me abraça, me aperta
05 - Cabriola
06 - O bom vaqueiro
07 - Cabelo ao vento
08 - Quando alguém se apaixona
09 - Cavaleiros do céu
10 - Forró doidão
11 - Ave de arribação
12 -Vida conjugal
13 - Forró de cara nova
14 - Mão de pilão
15 - Prece a Frei Damião



Toques e Batuques (2000)


Faixas:01 - Cameta Mambembe
02 - Maria Rezadeira
03 - Frevo interativo
04 - Festa do boi bumbá
05 - Frevo da parceria
06 - Rua da aurora
07 - É de fazer chorar
08 - Quando anoitece
09 - É lá e cá
10 - O maior bloco do mundo
11 - Rosa cor-de-rosa
12 - Pernambuco é frevo no pé
13 - Evocação nº 1
14 - Pernambucália
15 - Eletricidade


Os Grandes Sucessos da Vaquejada (2000)

Faixas:
01 - Vaquejada
02 - Festa de Vaquejada
03 - Morena linda
04 - Cadê minha floresta
05 - Festa do boi
06 - No calor da vaquejada
07 - Poeira voando
08 - Se buliram com você
09 - Três dias de vaquejada
10 - Falta um boi vaqueiro
11 - Nordestino sim, Nordestinado não
12 - Quero voltar pra mim
13 - Fé em Deus e pé na estrada
14 - Cadê o boi?
15 - Vida de gado
16 - O fazendeiro
17 - Vaqueiro nordestino
18 - Olho d'água
19 - Arrocha o nó


Imaginário Popular (2000)

Faixas:
01 - Pena de passarinho
02 - Desencontro de primavera
03 - Terço de separação
04 - Por amor ao forró
05 - Martelo profano
06 - 500 anos de miséria
07 - Festrilhas
08 - Quem manda nesse país
09 - Quero voltar pra Bahia
10 - Imaginário Popular
11 - Falando Sozinho
12 - Asa Branca
13 - São João Soteropolitano
14 - Canção do lenço


O Maior Forró do Mundo (2001)

Faixas:
01 - Casa abandonada
02 - Chorar pra quê..
03 - Energia dos cristais
04 - Até parece mentira
05 - Avelã
06 - Dia da mulher
07 - Caravana
08 - Forró da burguesia
09 - Aluá
10 - Dinheiro não tenho, bonito não sou
11 - Vaquejada feliz
12 - Prece ao vento.
13 - Papa jerimum
14 - Made in Nordeste
15 - O maior forró do mundo


Levanta Poeira (2002)

Faixas:
01 - Levanta poeira
02 - Sem ela
03 - Vida ressabiada
04 - Só, somente só
05 - Cultura do povo
06 - Cumbe
07 - Vida a dois
08 - Terço de separação
09 - Padre Cícero
10 - Reino da Pedra do Reiro
11 - Canção do lenço
12 - Pout-Pourri
13 - Penera gavião
14 - Um canto de paz



Ao Vivo, vol. 2 (2003)

Faixas:
01 - Momento de felicidade
02 - Bota fogo no forró
03 - Festa Brasileira
04 - Miragem
05 - Morena linda
06 - Se ainda existe amor
07 - Vaquejada
08 - Cavaleiro alado
09 - Ponta de faca
10 - Carência de carícia
11 - Casa abandonada
12 - Pout-Pourri
13 - Festa de vaquejada
15 - Festrilhas
16 - A dona do forró
17 - Cabriola
18 - Cometa mambembe
19 - Imaginário popular



Forró de Todos Nós (2003)


Faixas:
01 - Lindo lago do amor
02 - Te procurei pra me achar
03 - Coqueiro da Bahia
04 - Nueva ilusion
05 - Forró de todos nós
06 - Obrigação de ser feliz
07 - Geração Índigo Blue
08 - Siafiliça
09 - Pout-Pourri
10 - Pout-Pourri
11 - Coração menino
12 - Caras e carrancas
13 - Outra pessoa
14 - Não corra, não mate, não morra
15 - O vaqueiro



Carnaval Multicultural (2003)



Faixas:
01 - Carnaval Multicultural
02 - Bloco da solidão
03 - É lá e cá
04 - Eu quero botar meu bloco na rua
05 - Boca de forno
06 - Quando anoitecer
07 - Acorda my brother
08 - Noite dos tambores
09 - É de fazer chorar
10 - Rua da aurora
11 - Caldeirão da folia
12 - Maria rezadeira
13 - O bicho do bigodão
14 - O maior bloco do mundo
15 - Evocação nº1
16 - Frevo interativo
17 - O mundo precisa de paz




Aboios e Vaqueiros (2004)


Faixas:
01 - Calor Da Vaquejada (Rui Grudi)
02 - Na Fazenda De Vovô (Daniel Bueno) 
com Arlindo dos 8 Baixos
03 - Coração De Pedra (Vavá Machado)
04 - Reizado A São José (Raimundo José Guimarães Barreto - Gerson Argolo Filho)
05 - Currutela (Alcymar Monteiro)
06 - Povo Guerreiro (Alcymar Monteiro) 
com Amorosa
07 - Vaquejada Da Bahia (Alcymar Monteiro)
08 - Araripina (Alcymar Monteiro)
09 - Boca De Forno (Alcymar Monteiro) 
com Silvério Pessoa
10 - Maria Gulora (Patativa do Assaré)
11 - Forró Na Sala De Reboco (Vavá Machado - Léo Costa)
12 - Grande Vaquejada De Xerém (Alcymar Monteiro)
13 - Se Tu Quiser (Xico Bezerra)
14 - Como É Grande A Natureza (Ronaldo Boiadeiro - Alcymar Monteiro)
15 - Quero Voltar Pra Mim (Alcymar Monteiro)
16 - Boi De Carro (Delmiro Barros - Fenelon Dantas)
17 - Vaqueiro Nota Zero (Alcymar Monteiro - Ari PB)
18 - O Fazendeiro (Ronaldo Boiadeiro)
19 - Toque De 8 Baixos (Joquinha Gonzaga) com Joquinha Gonzaga



Frevação, vol. 1 (2005)


Faixas:
01 - Beijo Roubado
02 - Turbilhão...
03 - Carnaval de rua
04 - Recife, manhã de sol
05 - Linda flor da madrugada
06 - Último Regresso
07 - O bom folião
08 - Todos iguais
09 - Branco, negro, mameluco..
10 - Cerveja, mulher e frevo
11 - Sexo seguro
12 - Fogo na geral
13 - Pout-Pourri - Ciranda de rua


Meu Forró é Meu Canto (2005)

Faixas:
01 - Tarde demais
02 - Flor de alegrias
03 - Estradas e caminhos
04 - Do jeito que você quiser
05 - Caboclo Nordestino
06 - Recordar é viver
07 - Aurora boreal
08 -Meu forró é meu canto
09 - Arraiá das arábias
10 - A gente tem que pagar pra ver.
11 - São Joãozear
12 - Adeus
13 - Bando de pardais
14 - Fim de semana
15 - Cangas e cangalhas


Frevação, vol. 2 (2006)


Faixas:

01 - Não deixe o frevo morrer
02 - Mercado da ribeira
03 - Brasil bom de bola
04 - Recife, manhã de sol
05 - Chuva, suor e cerveja
06 - Dança de nobre
07 - Ficar mal com Deus
08 - Recife
09 - Quando o frevo passar
10 - Restos de saudades
11 - Beijo na boca
12 - Turbilhão
13 - Pout-Pourri - Ciranda



O Verdadeiro Forró (2006)


Faixas:
01 - Sem ela
02 - Miragem - Part. Zé Ramalho
03 - Meu primeiro amor
04 - Cavalo alado
05 - Vivência
06 - O forró sou eu
07 - Pout-Pourri
08 - O verdadeiro forró
09 - Pout-Pourii
10 - Estrela cadente
11 - Casinha no pé da serra
12 - Feira da Sulanca
13 - Olhos verdes, Canaviais
14 - Da cor do chão
15 - São João Brasileiro
16 - Indústria da seca
17 - Espiritismo


Frevação, vol. 3 (2007)

Faixas:
01 - Plataforma
02 - Quem canta, os males espanta
03 - Não deixe o frevo morrer
04 - Madeira que cupim não rói
05 - 100 anos de frevo
06 - Os quatro cantos da cidade
07 - Uma canção de amor ao Recife
08 - Porta do olhar
09 - Frevo da saudade
10 - Guerreiros do sol (Fulni Ô)
11 - Frevo nº 3 de Recife
12 - Atrás do farol
13 - Ó tem o som de Ú
14 - Balancê do balanço, ciranda da vida


Cultura Brasileira (Ao Vivo) (CD/DVD) (2007)


Faixas:
01 - Cultura Brasileira
02 - Pirilampos/Forroteria/Rosa dos Ventos
03 - Morena de La Bahia
04 - Festa de Vaquejada
05 - Festilhas
06 - Arraiá da Capital
07 - Lindo Lago do Amor
08 - Cometa Mambembe
09 - Cabriola
10 - Dia dos Namorados
11 - Xote das Meninas/Cintura Fina
12 - Reizado a São José
13 - Tarde Demais
14 - Ponta de Faca
15 - Quando Anoitece
16 - Mi Soledad
17 - Levanta Poeira
18 - Momentos de Felicidade
19 - Nem Olhou pra Mim/Você Quer Namorar Comigo?/Diz Paixão
20 - Coqueiro da Bahia
21 - Canção do Lenço/Morena Linda/Vaquejada
22 - Forró do Zé Natal
23 - Cavaleiro Alado
24 - Vassourinhas


Forró Brasileño (2007)

Faixas:
01 - Reza Al Viento
02 - Carnavalito
03 - La Barca
04 - Quizás Quizás Quizás
05 - Generacíón Indigo Blue
06 - Let Me Sing, Let Me Sing
07 - Aquella Cabalgada
08 - Muy Tarde
09 - Sabirá Dios
10 - Solamente Una Vez
11 - Mi Soledad
12 - Morena De La Bahia
13 - Dos Almas
14 - La Nolstalgia
15 - Crítica


Festrilhas, vol. 1 (2007)


Faixas:
01 - Festrilhas
02 - A dona do forró
03 - Aurora boreal
04 - Cabriola
05 - Olhos verdes canaviais
06 - São João Brasileiro
07 - Cadente
08 - Arraiá das Arábias
09 - Reino da Pedra do Reino
10 - São Joaozear
11 - Morena Baiana
12 - Vaqueiro nota zero
13 - Festa de Vaquejada
14 -Lindo lago do amor
15 - Imaginário popular




Frevação, vol. 4 (2008)


Faixas:
01 - É dos coroas que elas gostam mais
02 - A festa acabou
03 - Brinquedo de carnaval
04 - Bloco da vitória
05 - Loucura total
06 - Serpentina partida
07 - Maracatu Urbano
08 - Comida na panela
09 - O bloco da evocação
10 - Frevo da juventude
11 - Pau de arara
12 - O frevo sou eu
13 - Maracatuá
14 - Caravana

Como Antigamente, vol. 1 (2008)


Faixas:
01 - Vida a dois, convivência
02 - Fuxico
03 - Momentos de felicidade - Se ainda existe amor
04 - Desafio
05 - Pout-Pourri
06 - Canto da Ema - Sebastiana
07 - Minha rainha
08 - Pout-Pourri
09 - Santos peregrinos
10 - Pout-Pourri
11 - Rio Parnaíba
12 - Pout-Pourri
13 - Pout-Pourri
14 - Eu não me lembro - Pode Morrer nessa janela
15 - Pout-Pourri
16 - Joana morena
17 - Pai nosso
18 - Nome de luz



Cantorias Brasileiras (2009)



Faixas:
01 - Procissão
02 - Últimos sentimentos
03 - Calix Bento
04 - O cio da terra
05 - Lamento cego
06 - Casa velha ( Part. Oliveiras de Panelas)
07 - Maria Gulora (Part. Gessier Quirino)
08 - Cutelinho
09 - Graça Alcançada
10 - Súplica dos ecológicos
11 - Pra que uma rede armada?
12 - Engenho de ferro
13 - Amigo do peito


 Tradição e Tradução (Ao Vivo) (CD/DVD) (2010)



Vaquejadas e Cavalgadas Inesquecíveis (2010)

Faixas:
01 – Cavaleiros do céu (Stan Jones adapt: Haroldo Barbosa)
02 – Cavalgada feliz (Alcymar Monteiro)
03 – Coração de pedra (Vava Machado)
04 – A festa mais bonita do sertão (Alcymar Monteiro)
05 – Loira, morena, mulata (Alcymar Monteiro)
06 – Sou um homem dependente do amor de uma mulher (Alcymar Monteiro)
07 – Canção do lenço (Severino Pellado)
08 – Só vai me dar valor no dia que me perder (Alcymar Monteiro)
09 – Festa do paraíso (Alcymar Monteiro)
10 – Boi de carro (Delmiro Barros – Fenelon Dantas)
11 – Como é grande a natureza (Ronaldo Boiadeiro – Alcymar Monteiro)
12 – Vaqueiro nota zero (Alcymar Monteiro)
13 – Toinho de Limoeiro (Alcymar Monteiro – Gilvan Neves)


Concerto para Gonzaga - Alcymar Monteiro e Orquestra Criança Cidadã (CD/DVD) (2013)

Faixas:
01 - Asa branca
02 - A vida do viajante
03 - Xote das meninas/Cintura fina
04 - Estrada de Canindé
05 - Juazeiro
06 - Noites brasileiras
07 - Assum preto
08 - Riacho do Navio
09 - No meu pé de serra
10 - Légua tirana
11 - Qui nem jiló
12 - Cantiga de vem-vem/Roendo unha
13 - A triste partida
14 - Assum preto
15 - Boiadeiro
16 - Riacho do Navio
17 - Pagode Russo



Fonte:

Dicionário da MPB
Wikipédia

LinkWithin